segunda-feira, 6 de julho de 2009

Terapêutica mudança.


TERAPÊUTICA MUDANÇA

David permanecia deitado. O divã ele conhecia há mais de sete anos. Seu corpo já havia se acostumado com as ondulações da espuma, provocadas pelo peso da paciente que o antecedera nas análises.

Naquela manhã , doutor Greenwald havia chegado tarde e o encontrara deitado, dormindo. David dormia o sono dos justos. Era a primeira vez que isso acontecia depois de muitos anos. Ele sofria de insônia crônica. Dormir foi um milagre!

Doutor Greenwald aproveitou para se mudar. Seu trabalho com David havia terminado. Fez toda a mudança dos móveis do consultório e deixou David lá, deitado, no velho divã.
A mudança foi um sucesso e doutor Greenwald comemorou.

8 comentários:

rafaelo disse...

caracas...muito bom sr.helio...impres...........................sionante.

rafaelo disse...

o David também se mudou, passou anos dormindo...vivendo no mundo dos sonhos...
quem sabe. who knows. quais caminhos percorreu nos braços de morfeu...

Hélio Jorge Cordeiro disse...

Rafa, a insônia-insana, toma conta da gente quando a gente esá dormindo, cara. Cuidado! rsss

rafaelo disse...

o miojo do seu intelecto
pode até ter estranho aspecto
o sabor é de maçã ou pera
o aroma de canseira ou de brisa
mas a sensação é verdadeira
ou parece o medo de altura
aquele só de ver o edifício lá

rafaelo disse...

perdido boiando um peixe
flutuando no ar branquinho
nosso chão batido pastoso
fertilizado enquanto os patos
atolam o pé e o siris não
sabem se vem ou vão

rafaelo disse...

3.
eu só mais um louco
que não sabe o que diz
tem em penca uns quantos
mas não nos calam
acabou-se a censura aos tolos
liberados todos a resmungar
balbuciar tropeçar e morder
a própria língua sem punição
somente risos e deferência
aos maiores dentre eles
dentre nós pulos imensos
entorces nas faces
eu menos que estar afeto
sinto distância sem medo
sinto cair a tarde sem perder
o sol e só por cair antes na cama
pra dormir e acordar na hora
errada
em que todos já se foram
ou não me queriam pela sala
mas aqui estou
de pijama
eles embaraçados

Hélio Jorge Cordeiro disse...

Rafa, caralh....! Que coisa, meu! Que força a linguagem pode jogar, cara. Ouvi o que podia entender, mas agora lendo me deixou estupefato, amigo!

rafaelo disse...

hehe...