sexta-feira, 3 de abril de 2009

O que mais falta comprar?




O QUE MAIS FALTA COMPRAR?

Livraria Cultura do Conjunto Nacional. O local estava apinhado de aficionados da leitura, entre eles Orlando, que tinha acabado de ver alguns títulos. Quando ia se encaminhando para o caixa, parou. Tinha esquecido alguma coisa. Foi andando devagar.

À frente, estavam: um policial, um médico e um religioso. O policial era um tanto franzino em relação ao médico; um tipo mignon, discreto, poderia passar despercebido. Rechonchudo, o médico era mais chamativo; já o religioso estava entre os dois. O policial foi o primeiro a chegar. Em seguida, o médico e por último o religioso, que, por sinal, era do tipo que faz a cabeça de qualquer adolescente.

A caixa olhou-os de cima a baixo e... Orlando a interrompeu. Ele perguntou se ela poderia esperar um pouquinho. A moça olhou pra ele, depois para a fila que tinha se formado atrás dele e disse que não poderia demorar muito. Uma senhora, que estava logo atrás, não se conteve e perguntou o que havia acontecido. Orlando disse-lhe que tinha esquecido alguma coisa. A senhora, então, falou: “Pelo que estou vendo, o senhor comprou um policial, um médico e até um religioso. O que está faltando o senhor comprar? Vai dizer que é um político?! Ela e a caixa riram pra valer.

Orlando olhou para o médico, “Atlas en color de medicina legal” em Espanhol de Schneider David, que era para Fernando, o filho mais velho; o policial, “Os Crimes do Mosaico”, de Dante Alighieri, para Adelina, sua mulher e, finalmente, o religioso, “Deus e suas criações” de Márcia Williams, era para Lucinha, a caçula querida... Aí, olhando para a senhora, exclamou: “Mas claro, um político!” Só que não saberia qual... Havia tantos políticos pra comprar!...

(mais outro conto para Contos da Cultura)

8 comentários:

rafaelo disse...

sarau hoje segunda no mercado 21h...dar o pontape na temporada 2009.

mauro camargo disse...

sabe que a Grasiela está me incomodando pra escrever um livro sobre pescaria... seria mais uma opção para o Orlando...
logo vou colocar o vídeo daquela carta de 13 kg que eu peguei...

abraço

Hélio Jorge Cordeiro disse...

hahahaha, Camargo. você é mesmo o diablo!

Euzinha disse...

Por falar em Cultura, cadê a conta? Falou com Cássio Pinto? Me dê motivos.... agora comprar político, quem dá mais por um Sarney? Dois Renans a preço de um Collor!!!! Promoção: pague um Mão Santa e leve quatro Jáders (Jáderes?)

Ai da mãe que eu vou em frente!

Bjs,

Hélio Jorge Cordeiro disse...

Poxa, Euzinha! Tinha me esquecido, nêga! Vou mandar ainda hoje!
bjos

Euzinha disse...

Valeu, Hélius, mas esqueci de dizer que Jarbas Vasconcelos tá a preço de banana!!!!! Posso embrulhar?

Hélio Jorge Cordeiro disse...

Tem gente por ai que não vale uma de mel coado, nêga!

Hélio Jorge Cordeiro disse...

corrigindo: uma cuia de mel coado!