quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Ato

O homem que comia livros morreu de indigestão, literariamente.

Nenhum comentário: