sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Requentando 2!


















Este meu post de 13 de Dezembro de 2009 ainda está válido!

"Um dia antes de retornar de Buenos Aires, impregnado de pensamentos acerca de política e, principalmente, com toda a repercussão que o governo de Lula tem causado na Argentina e mundo afora, terminei sonhando sobre o assunto: política. Só que o sonho não se referia à Argentina, mas à cidade onde vivo: Itajaí, Santa Catarina.

O sonho foi tão interessante que, ao acordar, imediatamente resolvi escrever o que ainda lembrava dele. Aliás, segundo a minha mulher, eu lembro de quase tudo que sonho. Relato-os como se fossem histórias, daquelas lidas para entreter os sobrinhos ou netos, em dia de muita chuva e frio, em frente à lareira. Eu havia sonhado que Felipe Damo era o novo prefeito de Itajaí.

Bom, resolvi não descrever o sonho em si, mas escrever o que penso sobre a candidatura de meu amigo Felipe Damo à prefeitura de Itajaí, caso, quem sabe, ele decida se candidatar ao cargo um dia.

O que faz um bom e eficiente alcaide? São tantas as coisas que além das virtudes, também algumas atitudes pouco simpáticas, que podem, muitas das vezes, serem alcunhadas como defeitos antipáticos às vistas do povo. Eu, particularmente, acho que é preciso mudar os conceitos acerca da , digamos assim, profissão. É, profissão porque, de um modo ou de outro, os que exercem esta atividade, estão sendo remunerados pelos seus serviços. Assim, vejo que se trata de uma atividade profissional como qualquer outra.

Estou postando este artigo, ou reflexão, como queiram, porque por esses dias em que estive fora do Brasil, pude rever algumas coisas, relacionadas à vida na cidade que escolhi ou não, como diria o Veloso, para viver. Lá se vão quase 9 anos aqui vividos, observando os entremeios da vida política e cultural da cidade. Hoje chego á conclusão de que Itajaí precisa mudar. Mudar em todas as áreas. Principalmente, naquela referente à política e, particularmente, na prefeitura do município. Se hoje me indagassem em quem eu votaria para prefeito da cidade, eu não teria dúvida nenhuma e diria de boca cheia, sem medo: Felipe Damo.

Talvez esta revelação possa constranger muita gente da cidade. Todavia, eu justifico a minha escolha - cega, vocês diriam. Claro que é uma simples e humilde opinião de cidadão, mas que representa o meu pensamento acerca do assunto que posto. Por que Felipe Damo? Porque se trata de um jovem que em minha opinião, tem todos os requisitos para fazer uma mudança significativa na prefeitura de Itajaí. As mudanças que sua população espera, mas não tem voz para reclamá-las.

Damo tem a idade certa para assumir tal cadeira e olhar os problemas da cidade com os olhos de quem já tem uma boa experiência, tanto na política, como na vida comum de qualquer cidadão. Ele é pai, é amigo, é um militante equilibrado dentro de suas hostes políticas e tem um senso de justiça, que falta a alguns pretendentes ao cargo - assim como falta aos ex-ocupantes do mesmo. Damo, é humanista, mas também é pragmático. Indivíduo organizado e zeloso. Articulado. Fala com convicção do que pensa. Orador como ninguém. Quem o vê declamando seus poemas como de outros poetas sabe do que eu falo. Negociador nato. Sabe ponderar quando necessário. Tem um pensamento positivo sobre a cultura e sabe o que falta pra fazê-la solidária e exitosa pra sociedade de Itajaí. Damo é nascido no seio de classe trabalhadora, descendente de Italianos, onde os valores familiares são fortes, contudo, não tão fortes que não possam ser flexíveis diante dos interesses públicos. Seus valores, me parece serem os mesmos de qualquer cidadão honesto desta comunidade.

Assim, lanço a sua candidatura à prefeitura da cidade de Itajaí, sem medo de errar em minha proposta. Tenho a convicção de que Felipe Damo faria um grande e inesquecível governo e que Itajaí daria um passo para fora da mesmice e inércia em que vive há muito tempo. O povo itajaiense merece o melhor. O melhor, neste momento é o jovem atual presidente do PT, jornalista, poeta e cronista, Felipe Damo. Quiçá o futuro prefeito de Itajaí.

Pois é, sonho é isso mesmo. Revelam nossos mais profundos desejos. Espero, sinceramente, que esse, em particular, venha se tornar realidade um dia. Sim, Felipe Damo para prefeito! Por que não?"

2 comentários:

Graziela disse...

Oi Hélio!

Eu nunca lembro dos meus sonhos.

Abração

Hélio Jorge Cordeiro disse...

Pois, é eu gosto muito de lembrar de meus sonhos. Sempre são pequenas histórias surreais, (claro!). Yung adoraria escutá-los. hahahah!